quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Doidei de vez




Hoje acho que endoidei de vez ... comprei os bilhetes para o Concerto destes meninos ... pois isto é o que faz uma mãe pela sua filha ... 07 de Abril 2010 lá estarei a abanar no capacete ... no dia do meu aniversário ... só a mim!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Tento esconder-me



Por vezes, tenho a sensação quase consciente que o meu inconsciente diz-me para eu me esconder nesta minha discrição, neste meu corpo que não quer mostrar quem é, neste meu ser que tenta dissuadir a sua sensualidade. Por isso, quantas vezes desejo ser mais bela e não consigo; quantas vezes desejo ser mais magra e não faço dieta; quantas vezes podia vestir roupa mais bonita e não visto apenas por duas razões: porque tenho medo se mostrar em quem eu sou, porque a minha doença tira-me a beleza e quantas vezes me sinto um bicho raro, um bicho deformado ... por isso escondo-me do mundo, das pessoas. No meu canto ninguém me julga nem olha!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Tentando estar em equilíbrio



Nestes últimos tempos afastei-me mais deste mundo virtual, fechei alguns blogs, deixei os antidepressivos, estou tentando equilibrar a minha mente para depois começar a cuidar do meu corpo. Talvez porque a alma, o espírito precisem de liberdade, de estar mais virados para as manualidades cada vez mais gosto de estar entretida com as minhas pinturas, bijuterias e trapilhos... é uma forma de colocar a minha imaginação em acção, mas de tentar esquecer o passado e pensar nas coisas boas da vida. Tento a todo o custo não cair naquele buraco negro que vi há uns meses, tento afastar-me daquele muro que julguei que ia saltar há uns tempos ... olhei a loucura no olhos e resisti a ela ... agora dou um passo de cada vez como se fosse uma criança a aprender a andar, peço a Deus força, muita força para enfrentar os meus dias, os meus problemas, as adversidades ...e quando estou triste, zangada, revoltada choro... choro de raiva, de angústia, uma dor na alma profunda que só os pincéis, as agulhas ou as missangas me fazem acalmar... sinto que estou um pouco desligada da escrita, a minha eterna confessora, mas sei que em mim algo amadurece para sair com mais plenitude.
Ando tentando estar em equílibrio mesmo que por vezes me sinta só, mas o curioso é que tenho dias felizes nesta minha solidão, neste encontro de mim para mim, neste olhar profundo aos recônditos de mim mesma.
A minha vida mudou, eu mudei, peço coragem e força, tento agarrar-me ao que tenho de melhor na vida e ir equilibrando-me como um trapezista sem rede para nãi cair ... naquele buraco bem negro que é a perca da noção de si mesmo.

domingo, 15 de novembro de 2009

Há jantares perfeito



Cozinhar nunca foi a minha predilecção, mas na verdade nos últimos tempos da minha vida já fiz coisas que pensava não conseguir nem ter jeito para tal.
Hoje à hora de jantar comecei a inventar e lá saiu o minha comidinha que acabei por acompanhar com um copo de vinho, perfeito ... aprendi mais uma lição, mesmo sozinhos podemos ter jantares perfeitos, nem mais!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Hoje vendi a 1ª!!!




Pois é ... o que é um hobby virou uma forma de rentabilizar uns tostões!!! Eh!h