quinta-feira, 28 de maio de 2009

Rosas que sangram ....

Salvador Dali

Quando sentes no interior

da tua alma que existem

rosas que sangram, dores que não esqueces,

bocados de ti que foram arrancados

à força ...

Quando sentes no teu peito

o coração destroçado

em que não consegues

colher mais nenhuma flor do teu colo ...

Quando sentes no teu rosto

as marcas, as nódoas, os cortes

que a vida te deixou e já

nem consegues sorrir nem tão pouco dar uma gargalhada ...

Quando te olhas ao espelho

e de teus olhos já não saem

lágrimas limpídas , mas

somente gotas de sangue e sofrimento ...

O que fazes?

Recolhes as rosas no teu regaço que trazem o teu sangue e dor de todos os dias da tua existência ...


quinta-feira, 21 de maio de 2009

Incertezas


Olho para a minha vida aos 40 anos e deparou-me com um conjunto de incertezas, tento não pensar muito no futuro, esquecer o passado e ir vivendo um dia de cada vez ... passo a passo, minuto a minuto, hora a hora como se seguisse um ritual ... deitei fora uma série de sonhos e projectos que consegui concretizar porque deixaram de fazer sentido, no fundo não eram a imagem idealizada daquilo que pretendia ... tenho dias que me apetece começar tudo de novo ... como se desmoronasse um castelo de areia junto ao mar e voltasse a fazer tudo diferente ...
A nossa vida é o espelho de nós mesmos, ou talvez não ... por vezes somos apanhados nas curvas da vida, numa série de circunstâncias que acabam por escapar as nossas próprias decisões... podemos escolher algumas, mas há coisas que nos acontecem que nada têm haver com os nossos actos ... deparei-me há muitos anos com uma doença que me apareceu e que tenho de viver com ela até morrer, fui eu que a escolhi? Não de todo ... acordei assim e tem vindo a piorar ... poderia ter-lhe dado a volta mas se não há medicação, operação que a faça desaparecer? Impossível ... e não posso levar os dias deitada à espera que a o ordenado me caía em cima ... a minha filha nasceu com problemas derivado ao parto, fui eu que escolhi? Não aconteceu ... apesar de algumas pessoas acharem que tive culpa porque andava muito irritada durante a gravidez ... santa ignorância ... há coisas na nossa vida que não podemos mudar, temos que viver com elas por muito que nos façam sofrer, magoar até traumatizar ... que nos condicionam como seres e pessoas ... no entanto, provavelmente haverá outras que poderíamos mudar ... mas se não somos o suficientemente ricos para nos envolvermos nessas construções, nessas tais mudanças radicais que poderíamos fazer ... se temos pessoas que dependem de nós ... é fácil pensar, até sonhar ... mas levar a determinadas concretizações reais torna-se difícíl ... só mesmo um milagre para a nossa vida mudar 180º graus ... mas no fundo e na verdade era o que eu queria ...

sábado, 2 de maio de 2009