Acasos sem acaso

Esta semana fui ao cinema, tive uma companhia especial ... ao longo do filme pensava nos acasos da vida que não são meros acasos ... que as coisas nos acontecem ou nem chegam a acontecer porque não tem mesmo de ser, talvez porque não estejamos preparados ... o tempo parece andar ao contrário, o relógio parece funcionar ao inverso ...

Temos oportunidades que não aproveitamos, mas mais à frente acabamos por torná-las realidade, valendo a pena o tempo que se esperou, o gosto é outro, o requinte é outro ... Há pequenos momentos, pequenas coisas que são triviais, que são até um aborrecimento ... mas que fazem parte da nossa forma de estarmos vivos e porque o estamos ... somos humanos, saudáveis e capazes ...

Na vida vamos tropeçando com uma série de acontecimentos, de casos, de pessoas ... com uns aprendemos, com outros choramos; com umas pessoas ficamos desiludidas, magoadas; com outras choramos o seu afastamento, a sua perca ... mas não era ainda aquele momento para estarmos com aquela pessoa, para aprendermos o que tinhamos a aprender ... há um momento certo para tudo; há alturas que para sermos amigos, companheiros de alguém tem de haver mesmo a separação para cada um percorrer o seu caminho, para cada um crescer espiritualmente e poder dar de verdade mais tarde, de uma forma mais intensa ... por muito que nos custe , a vida tem de ser assim ... e se por acaso alguém desaparece da nossa vida, por acaso também regressara ... há mistérios que não conseguimos desvendar ... longe ... muito longe ... há milhares de pessoas que pensam em outras, que todas as noites antes de adormecer lhes desejam boa-noite em pensamento, acreditando que essa mensagem chegará até ela ... que pensam que a outra pessoa já a esqueceu ...mas por acaso ou não despede-se dela, também todas as noites: "Boa-noite, meu anjo. Dorme bem!"

Estes acasos sem acaso que não sabemos se são cruzamentos do destino ou na nossa liberdade, o tempo atraiçoa-nos ou talvez não?


Comentários

Manuel disse…
Há algo de nostálgico nesta mensagem. Estou errado?
Ennoea disse…
Não ... certissimo, leia amanhã o meu post do Sapo no Rosto, perceberá o que me fez ficar assim ... beijinhos

Mensagens populares deste blogue