sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

As lágrimas saltaram-lhes ...

Os problemas sociais, éticos, de discriminação, de carácter racial são problemas que me tocam especialmente como ser humano, como mulher, como mãe e como pedagoga ... é por isso que faço questão de insistir muito em educar os meus alunos e mesmo a minha filha para serem cidadãos do mundo, para perceberem que o mundo não é cor-de-rosa, que afinal isto só acontece lá longe, aos outros e não tem nada a ver comigo ... quero e faço para eles se consciencializarem que há quem viva com nada ou com tão pouco, para reflectirem o quanto vale uma vida humana, o que passam muitos emigrantes para chegarem à Europa para terem uma vida um pouco melhor ... faço-o porque quero que percebam que a vida não se resume a roupas de marca de surf, a telemóveis topo de gama, I-Podds, a portáteis, a discotecas, a motas e carros dados pelos papás ... quero estar de consciência tranquila quanto à formação a nível da cidadania deles ... quero que se apercebam que há quem se sente ao seu lado com graves problemas financeiros, emocionais, carências até quem passe fome, quem esteja longe da sua família de sangue ... é por isso que falo muito de Direitos Humanos, de violações dos mesmos por todo o mundo, de MGF, de fome no 3º Mundo, da pobreza/riqueza mundial ... que lhes passe filmes que mexem com as emoções e o pensamento ... alguns perguntam se é ficção ... não ... é a realidade respondo ... e vejo as lágrimas saltaram-lhes e rolarem pelo rosto ... a mim ... todos as vezes que vejo o "Hotel Ruanda" e "Neste Mundo" também choro ...

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Corpo no Inverno, Alma na Primavera

Foto retirada de http://olhares.aeiou.pt/, autoria DDiArte
Este ano tem sido cada vez mais difícil acordar bem cedinho para não dizer de madrugada quase todos os dias ... deve ser porque o Inverno este ano tem sido mais rigoroso ... sair da minha caminha quentinha, chegar lá fora e ver frio, chuva, gelo e respirar bem fundo e pensar: "Mais duas horas de caminho" para começar a trabalhar às 8.30h.
O meu corpo, o meu rosto vai sentindo dia após dia o frio, o vento, o escuro e às vezes até o medo de não cruzar caminho com ninguém ... mas a minha alma vai sonhando todas as manhãs com a Primavera, com as flores, a brisa primaveril que torna menos difícil o meu quotidiano. Sonho em tirar os kispos, as botas, as calças de ganga, os camisolões quentes de Inverno, os forros polares ... sonho em vestir os meus vestidos leves, as sabrinas, colocar maquilhagem, sentir-me uma mulher bela com um sorriso primaveril e suave ...
Por agora, basta-me o sonho e esperar que o Inverno parta ...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

O acto de criar

Klimt

"Todos queremos ser amados, mas o artista quer sê-lo de uma maneira tão total, tão desalmada, que é impossível. Por isso cria. Mas o acto de criar tem muita lama: não é limpo, é mesmo um pouco sórdido, como nascer. O que oferecemos separa-se de nós. Como um segredo violado fica parecido com algo inefável ao ser tocado por uma impura mão." Ana Hatherly, in 'Tisanas'

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Margaridas ...

Foto retirada de http://olhares.aeiou.pt/, autoria de DDiArte
As margaridas são as minhas flores favoritas ... fazem lembrar os campos verdejantes, a alegria, os sonhos, as cores da vida, o sorriso ...
é uma flor simples, campestre tal como eu ... sou uma mulher simples, alegre e de bem com a vida ...

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

A curiosidade humana ...

Sabemos que a curiosidade humana é um fonte de enriquecimento, de crescimento, de busca rumo ao desenvolvimento da ciência, das artes, das letras, a nível filosófico e intelectual. Mas, se por um lado temos muito a ganhar com este nosso fervor de todo saber; por outro, a curiosidade mata e leva-nos a situações menos agradáveis.
A tal coscuvelhice que leva o ser humano a querer saber da vida do outro, como o outro é, o que faz, o que pensa, o que deixa de pensar ... para depois tecer considerações, fazer críticas, "cortar na casaca" como eu costumo dizer. Pela frente o cordeiro ... só para saber as novidades, por detrás o lobo...
Ainda ontem assistia a uma série de episódios no meu local de trabalho que ainda confirmavam mais aquilo que eu penso acerca disto tudo, há certas coisas que devemos guardar só para nós, em certas circunstâncias devemos manter a discrição; para quê falar da nossa vida com A e com B? Claro, que somos seres sociais, claro que precisamos de falar mas não é contar a um qualquer para depois andar nas "bocas do mundo" ...
Não é novidade nenhuma que sou professora, não é novidade nenhuma que com a avaliação de desempenho o ambiente nas escolas portuguesas anda de cortar à faca, que a relação entre colegas anda de mal a pior .
Onde lecciono há meses que entregámos os nossos objectivos, apesar de termos hipótese de os reformular, estamos num período de requerer se queremos ou não aulas assistidas e como tudo é tão pouco claro há quem pondere se o fará ou não, apesar de muitos deles serem contra à avaliação.
Que mal tem isso? Muitos deles sendo contratados tal como eu não sabemos muito bem com que linhas é que nos cozemos; outros por questão de congelamentos de carreira há anos, isto depende da consciência de cada um ...
Agora quase obrigarem as pessoas a irem a reuniões sindicais,quando nessa hora têm aulas para dar, com maus modos e se não se vai toca a dizer mal; se sabem que a pessoa X pediu aulas assistidas toca a olhar de lado e a sussurrar quando passa; sempre a perguntar-te todos os dias se vais pedir aulas asssitidas, se fazes greve, se blá...blá ...blá ... para depois cuscar ... sinceramente, não há paciência ...
Por isso, a minha resposta é sempre a mesma ... não sei vou pensar ... assim mato a dita curiosidade de uma vez por todas ... apenas a mim e a minha consciência me diz respeito as decisões que tomar ...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Perguntas-te que presente queria no meu aniversário ...




E eu respondi-te ... a tua companhia e o teu amor ...

e ... tu ... sorris-te para mim ... sim ... isso basta-me ...

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Dança comigo ...

Imagem retirada da net
Poderia ser um pedido qualquer ... mas aquela mensagem deixada num envelope vermelho por debaixo da sua porta era verdadeiramente enigmática ... Susana olhou ... leu e releu várias vezes a mensagem ... de quem seria ... o que pretenderia?
"Dança comigo esta noite?" ... seria uma pergunta, um convite, uma súplica ou o último e derradeiro pedido de alguém ... ???
Por um lado, teve medo ... quem seria aquele desconhecido ... por outro, curiosidade ....
Pegou ... num envelope com cheiro a rosas, num cartão branco e escreveu a resposta ... e deixou ficar a mensagem no seu tapete da porta ... quem quer que fosse iria lá certamente ...

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Parabéns, Meu Gato Chalado!!!!



Apesar das nossas arranhadelas ... AMO-TE ... MIAU...MIAU!!!