sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Orgulho de ser mãe (V)

Depois do veredicto ... caiu-nos o mundo em cima ... sabia que algo não estava bem ... mas nunca pensei que fosse paralisia ... a minha filhota iniciou então terapia ocupacional no Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão, continuou com a natação e sem qualquer ajuda ... contactei a equipa de Ensino Especial da zona onde moro e sem qualquer documentação fizeram uma avaliação e enviaram uma educadora de Ensino Especial para o colégio que ela frequentava. A minha filha tinha três anos nessa altura e tinha começado a andar ... três anos que poderiam ter sido melhor aproveitados senão tivesse andado de um lado para o outro ... Felizmente a equipa de Ensino Especial foi espectacular, a educadora também e o colégio foi o único entre tantos que corri que a aceitou ... Aceitou-a de fraldas, a andar mal ... pois andava e caia ... às directoras, às auxiliares e educadoras tenho de agradecer a forma carinhosa e sem preconceitos como a ceitaram a minha filha ... No entanto, na Maternidade Alfredo da Costa quando confrontei o Neuropediatra e o Pediatra de Desenvolvimento com a verdade ... ficaram escandalizados e diziam que "Paralisia Cerebral ... era um bicho papão ...", mas no entanto ficaram boquiabertos quando viram a minha pequenita a andar ... um deles até disse que era milagre ... Havia aqui algo que não batia certo ... havia ... e o nome chamava-se negligência e fizeram tudo para não lhes colocar um processo em cima ... pois é ... e passado três anos já era ... Chocados ... não fiquem ... infelizmente é o prato corrente em muitos casos ... (mais tarde ficarão a saber porque ...).


Sem comentários: