terça-feira, 15 de julho de 2008

Porque há sonhos ...




Há sonhos que são pensamos nunca se tornarão realidade, no entanto a vida dá voltas e voltas e eis que a vida nos prega partidas e empurra-nos para esse desfecho que pensavamos nunca se realizar ...

quinta-feira, 10 de julho de 2008

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Carta aberta a um amigo

Salvador Dali

Hoje é o teu aniversário ... poderia somente deixar-te uma simples mensagem de Parabéns e votos de felicidade eterna ... mas não ... lamento ... mas não ... escrevo-te esta carta, penso que a lerás ... uma carta aberta para te falar da vida, da tua procura, do teu caminho ... sei que te ris ... sim ... quem sou eu afinal para te falar destas coisas? Provavelmente, alguém que também anda neste carrossel da vida à procura de um sentido ...

Na vida nem tudo é tão linear quanto parece, na vida nem tudo o que parece é ... e aqueles que procuram encontrar o verdadeiro caminho, a verdadeira essência da vida, o estado de Felicidade eterna ... sofrem ... sofrem pelo que têm e pelo que não têm ... sofrem porque se sentem vazios na alma, apesar da materialidade estar suprimida, sofrem porque não se sentem completos, sentem que são um copo semi-vazio que necessita transbordar ... e aonde procurar essa completude? Aonde?

Em ti, nos outros, no Amor, no trabalho, na arte, na escrita, em Deus? Não sei... amigo ... não sei ... como gostaria de encontrar essa solução, a fórmula mágica para a felicidade ... ou apenas para o bem-estar ... mas não sei ... como gostaria de te dar de presente o mapa do caminho que procuras, o sentido da vida por que anseias, o Amor que te preencha ... mas não sei ... não sei ... quem disse que a Vida era fácil, quem disse que a Felicidade se constrói mentia ... ou se mentia ... tudo é efémero ... tudo é passageiro ... e nessa procura ... cais ... e levantaste ... magoaste .... e a ferida volta a sarar ...

Sei que caminhas no deserto, que as quimeras que vislumbras te parecem reais, mas quando as alcanças esvaecem-se ... eu sei ... como um D. Quixote procuras o que não existe ... ou existe ... Verdade, Amor, Justiça ...

procuras fora de ti, procuras nos outros ... mas isso não existirá em ti? E quando o encontrares em ti não encontrarás subitamente nos outros?

Pensas ... sim pensas demais ...e quantas vezes a razão se sobrepõe à emoção? Pensador te intitulas ... no teu canto sozinho ... pensas ... tal como o filósofo da Caverna ... sai para a Luz e vislumbra a Verdade, o Amor que há em ti!

Que neste ano o que procuras há muito se torne real e deixe de ser apenas um ideal!

PARABÉNS AMIGO !

Um beijo

Ennoea