sexta-feira, 2 de maio de 2008

Dançar ...

(Matisse)

Dançar ...

Por entre a floresta dos desejos,

Por entre o mar das ilusões,

Por entre a atmosfera das alquimias

Dançar ...

Sentindo a leveza da existência,

Sentindo a comunhão da Alma,

Sentindo o toque da emoção

Dançar ...

como as valquírias das tragédias gregas,

como as bacantes fugazes,

como as ninfas inspiradoras do Tejo

Dançar...

e ser deusa,

musa,

ou humana

Dançar ...

somente para ti ...


Sem comentários: